Giro Ipiaú

Agentes Penitenciários baianos anunciam paralisação por tempo indeterminado

Agentes penitenciários do Estado da Bahia decidiram em assembleia paralisarem as atividades nesta quarta-feira (27/5) sem prazo previsto para retornarem ao trabalho. Eles estão reivindicando atendimento a uma extensa lista que inclui  a efetivação do concurso público, celeridade na criação da lei orgânica, aposentadoria especial, porte de armas, escolta e custódia, rediscussão da gratificação por condições especiais de trabalho (CET), auxílio alimentação, convênio de cooperação técnica entre Seap e Uneb, capacitação continuada, horas excedentes, verba própria e suficiente para cada unidade prisional, adicional de insalubridade, auxílio fardamento, pagamento de horas extras, aparelhamento das unidades, GEOP: legalização e aparelhamento do Grupo Especial de Operações Prisionais (GEOP), reforma em toda estrutura das unidades prisionais, criação de uma central de operações do sistema prisional, o fim do controle dos traficantes nas unidades, reajuste salarial, revisão no valor do auxílio transporte, fim da contratação via Regime Especial de Direito Administrativo-REDA, fim da militarização, progressão na carreira. Com a greve dos agentes penitenciários baianos, atividades dos custodiados como banho de sol, fornecimento de alimentação, medicamentos de uso contínuo aos custodiados, atendimento médico emergencial, cumprimento de alvará de soltura e ocupação dos postos de serviços serão mantidas.

Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também

Scroll Up