Giro Ipiaú

Universidades estaduais baianas devem manter aulas no sistema remoto

Foto: Blog do Anderson

Mesmo que o decreto que autoriza a retomada de aulas presenciais na Bahia inclua universidades, as instituições estaduais de ensino superior baianas (Uebas) não definiram retorno físico às salas de aulas e nem adoção da modalidade de ensino híbrido para o segundo semestre deste ano. As aulas presenciais na Bahia estão suspensas por decreto estadual desde 18 de março de 2020, com a chegada da pandemia da Covid-19 no estado. A Universidade do Estado da Bahia (Uneb), a Universidade Estado do Sudoeste da Bahia (Uesb) e a Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) não têm datas definidas para adotar o modelo presencial ou semipresencial.

O novo semestre na Uesb (2020.2) vai ser iniciado em 19 de julho, ainda de modo remoto nos três campi da instituição, Vitória da Conquista, Jequié e Itapetinga. A decisão pela manutenção da modalidade foi definida em reunião do Conselho Superior de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepe), realizada entre 2 e 9 de junho, e considerou, de acordo com a universidade, que a situação da pandemia ainda não demonstra condições efetivas de retorno às aulas presenciais. A Uefs e a Uneb destacaram que a decisão de retorno cabe aos respectivos Conselhos, e que até o momento não há nenhuma definição.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também

Scroll Up