Giro Ipiaú

Ipiaú se despede de dona Gesilda Costa

Foto: Arquivo Familiar

Faleceu às 23 de terça-feira, 17, no Hospital Santa Isabel, em Salvador, a senhora Gesilda Silva Costa. Ela faria 94 anos no próximo mês de outubro e era mãe de pessoas que deram e vêm dando grande contribuição para Ipiaú e outros municípios baianos. O óbito se deu em função de complicações pós-operatória. O sepultamento ocorrerá às 17 horas desta quarta-feira, 18, no Cemitério da Saudade, também conhecido como “Cemitério Velho”, nesta cidade. O velório acontece na residência da falecida, no sitio localizado na entrada da Rua Dois de Dezembro.

Dona Gezilda foi hospitalizada após sofrer fratura no fêmur direito, devido a uma queda no banheiro da sua residência. Na última sexta-feira,13, foi submetida a uma cirurgia, mas não suportou as complicações que lhe acometeram após o período pós-operatório.

Ela era natural de Serrinha, constituiu família com o fazendeiro Ademário Pereira da Silva, com o qual teve sete filhos: João Neto, Socorro, Rui César, Ademário Filho (Ademarinho), Marcelo Costa, Dida Pestana e Marcos Valério.
Rui Cesar (já falecido) entrou na história do Brasil por ter sido o primeiro presidente da União nacional dos Estudantes (UNE), após o período da ditadura militar, inaugurado nos anos de 1964.

Marcelo é conceituado médico hepatologista, enquanto Maria Dida é fisioterapeuta, proprietária da Clínica Sempre e esposa do médico Valnei Pestana. Marcos Valério e Ademarinho são engenheiros civis, João Neto, administrador de empresas e Socorro atua na enfermagem. Uma descendência que muito honra a memória de dona Gezilda e seu Ademário. (Giro/José Américo Castro).


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também

Scroll Up