Giro Ipiaú

Câmara de Ilhéus cassa mandato de vereador acusado de ‘rachadinha’ e assédio

Foto: Reprodução

A Câmara de Vereadores de Ilhéus, no Litoral Sul, cassou o mandato de Luca Lima (PSDB) em sessão na noite desta quarta-feira (25). Foram 18 votos pela extinção do mandato do vereador, um voto contra [Nerival Reis, PSL], uma abstenção [Luciano Luna, PV] e a ausência do próprio edil, que saiu do plenário na hora da votação.

Lima era acusado de praticar “rachadinha”, além de assédio moral e sexual contra servidoras do gabinete dele. No dia 30 de junho, o vereador foi alvo da operação Cúria, da Polícia Civil. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos em imóveis do então legislador (veja aqui).

Segundo a denúncia, as mulheres faziam atividade de empregada doméstica em imóveis do edil, sem relação com o mandato. Votaram pela cassação de Luca Lima os vereadores Abraão (PDT), Professor Gurita (PSD), Cesar Porto (PSB), Augustão (PT), Cláudio Magalhães (PCdoB), Ederjúnior (PSL), Edvaldo Gomes (DEM), Enilda Mendonça (PT), Nino Valverde (Podemos), Ivete Maria (DEM) e Ivo Evangelista (Republicanos).

Também votaram pela cassação o presidente da Casa, Jerbson Moraes (PSD), e os vereadores Fabrício Nascimento (PSB), Paulo Carqueja (PSD), Sérgio do Amparo (Podemos), Doutor Tandick (PTB) e Vinícius Alcântara (PV).

Suplente

Na vaga de Luca Lima tomará posse como vereador Nery Santana (PSL). Ele estava na suplência após chegar a 1.006 votos na eleição do ano passado. *Com informações do Bahia Notícias


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também

Scroll Up