Giro Ipiaú

Coluna Na Mira da Política – por José Américo Castro

REITOR DA UNEB VISITA CAMPUS DE IPIAÚ

Ipiaú recebeu a visita do Reitor da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), José Bites de Carvalho, nas últimas quinta e sexta-feira (23 e 24). O gestor veio ao município tratar das ações necessárias para a mudança do campus para nova sede, no CETEP Médio Rio das Contas, antiga Escola Agrícola. A comitiva contou ainda com o Pró-Reitor de Infraestrutura, Fausto Guimarães, e o engenheiro Francisco Geovane, e foi acompanhada pela Diretora Izabel Cristina, do Departamento (DCHT – XXI) da universidade na cidade.

Durante a visita, foram promovidos diálogos com a Prefeitura Municipal, sobre a implantação do transporte público para o atendimento das necessidades da nova estrutura, e com um grupo de servidores e representação estudantil do DCHT. Participaram também de ações com o Reitor, a Coordenação Executiva do Colegiado Territorial do Médio Rio das Contas, o Corpo Diretivo e Colegiado Escolar do Centro Técnico Profissional e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), do Governo da Bahia.

PROJETO DA PRAÇA DOS ORIXÁS É ARQUIVADOA nova polemica na esfera política de Ipiaú ficou por conta do arquivamento do Projeto de Lei O10/2021 de autoria do vereador Ivonilton Oliveira -PP- que visava denominar de “Praça dos Orixás” o logradouro público do Loteamento Bom Jardim, Bairro Euclides Neto, em frente a um centro do culto afro-brasileiro. O autor afirmou que recebeu a demanda de populares residentes na área e formatou a proposta. O empate de 6 X 6 não foi suficiente para aprova-la, pois a mesma dependia de dois terços (nove) dos votos dos treze vereadores que integram o plenário da casa. A matéria foi votada na sessão ordinária da última quinta-feira, 24.

A VOTAÇÃO
De acordo com suas convicções votaram pela rejeição do projeto, os vereadores: San de Paulista -DEM-, Edson Marques -DEM-, Cleber Gadita -PDT-, Cristiano Santos -PP-, Beto Costa -PP- e Naciel Ramos -PSD-. Se posicionaram a favor da proposta os vereadores Robson Moreira (Presidente da Câmara) -PP-, Claudio Nascimento-PSD-, Andreia Novais-PP-, Milton Costa Cruz (Picolé) -DEM-, Orlando Santos-PP- e Ivonilton da Conceição Oliveira -PP-. O vereador Lucas de Vavá-PSD- não estava presente na sessão.

MATRIZ AFRICANASabendo que o estado é laico, diversos município brasileiro buscam homenagear a cultura e as religiões de matriz africana, dando a nominação de Praça dos Orixás, em espaços públicos das suas cidades, nas quais também existem a Praça da Bíblia e logradouros com nomes de santos católicos. Foi com esta visão que o vereador Ivonilton, de convicção religiosa evangélica, decidiu atender à demanda de algumas pessoas que estão imbuídas em resgatar, valorizar e celebrar a herança e a tradição dos antepassados negros que ajudaram a construir o Brasil, a Bahia e consequentemente a cidade de Ipiaú.

A LIGAÇÃO POLITICA DE UBATÃ COM IPIAÚUma programação simples, com apresentação de fanfarras e grupos culturais, marcou, na tarde do último domingo, 26, a comemoração dos 68 anos de emancipação política do município de Ubatã. O atual prefeito do município, Vinicius do Vale de Souza (foto), o popular “Tinho”, é natural de Ipiaú. A ligação entre os dois municípios não fica só nisto. No ano de 1936, o então distrito de Dois Irmãos, atual Ubatã, pertencia ao recém emancipado município de Rio Novo, atual Ipiaú. A partir de então, o distrito entrou no cenário político elegendo o vereador Aníbal Azevedo para compor a Câmara Legislativa do novo município.

O ESTADO NOVO
Em setembro de 1937 o então presidente Getúlio Vargas, com apoio de militares, estabeleceu uma ditadura que se prolongou por quase 10 anos, e ficou conhecida como “O Estado Novo”. Nesse período foram dissolvidas as representações do Poder Legislativo e do Poder Judiciário. Vargas ficou com o direito de indicar prefeitos e governadores que ficaram conhecidos como interventores. A primeira Câmara Municipal de Rio Novo tinha pouco mais de um ano de instalada quando sofreu esse duro golpe.

SANDOVAL ALCÂNTARANo último ano (1946) da chamada “Era Vargas”, Sandoval Alcântara foi nomeado prefeito de Rio Novo, mostrando assim a força política do prospero distrito. Em 1948, com a democracia restabelecida, foi instalada a segunda Câmara de Vereadores de Ipiaú (antigo Rio Novo). Na nova composição estavam dois representantes do distrito: Sandoval Alcântara e César Monteiro Pirajá. Devido à licença do prefeito Pedro Caetano, a Câmara de Ipiaú elegeu Sandoval Alcântara para assumir novamente a Prefeitura, entre os anos 1949 e 1951.

Em 26 de setembro de 1953, Ubatã obteve a sua emancipação política-administrativa. Até ocorrer a primeira eleição municipal, Arnaldo Azevedo foi nomeado interventor. Em 15 de novembro de 1953 Sandoval Fernandes Alcântara foi eleito o primeiro prefeito, e Adroaldo Fernandes Alcântara, o presidente da Câmara de Vereadores de Ubatã. No período de 1970 a 1972 Sandoval Alcântara exerceu o seu segundo mandato como prefeito de Ubatã. Na trajetória política de Sandoval Alcântara também consta um curto mandato de deputado estadual pelo Partido Social Democrático-PSD-.

EDIR NO CONSELHO DE CULTURADezenas de pessoas lotaram o Salão do Plenário da Câmara Municipal de Ipiaú , na tarde do último sábado, 25, para participarem da eleição dos membros da sociedade civil do Conselho Municipal de Política Cultural (CMPC). Foram preenchidas as vagas de titular e suplente de representantes dos setores de escritores, artesanato, música, teatro e dança, produtores culturais, entidades sem fins lucrativos que atuam na área da cultura, afro-brasileiro/indígena, áudio visual. O setor com maior número de votantes foi o audiovisual que teve como representante eleito, para a condição de titular, o técnico Edir Pires, do Giro. Na sua suplência ficou Roberta Gonçalves.

PROCURANDO UMA SIGLAO empresário Cezário Costa não é mais o presidente do PSD em Ipiaú. Ele foi substituído pelo seu sobrinho o odontólogo Mateus Costa, e procura uma nova legenda para exercer a sua liderança. Por outro o vereador Orlando Santos-PP- já disse que dará seu apoio para a reeleição do deputado estadual Eduardo Alencar, membro da cúpula do PSD no estado, e continuará com Jorge Solla, do PT, para deputado federal. Em resumo: Orlando não fecha com o PP na próxima eleição proporcional e Cezário ainda está na turma dos sem partido.

FRASE
“Quando a autoridade máxima desta terra ardente vai à ONU e pronuncia tudo o que pronunciou, em nosso nome, e nada lhe acontece, é sinal de que alguém aqui abdicou da dignidade”. (de Eugênio Bucci , professor titular na Escola de Comunicações e Artes da USP).  *Coluna produzida por José Américo Castro


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também

Coluna

Duas chapas concorrerão às eleições da OAB-Ipiaú

12 de outubro de 2021 às 13:24
Coluna

Na Mira da Política - por José Américo Castro

8 de setembro de 2021 às 16:00
Coluna

Artigo: Os “Donos do Mundo”

3 de setembro de 2021 às 17:49
Coluna

Na Mira da Política - por José Américo Castro

28 de maio de 2020 às 11:50
Coluna

Na Mira da Política

19 de maio de 2020 às 09:13
Scroll Up