Giro Ipiaú

Auxílio Brasil começa a ser pago nesta quarta-feira (17); confira calendário de pagamentos

Foto: Arquivo/Giro Ipiaú

O programa social Auxílio Brasil começa a ser pago aos beneficiários com aumento de 17,8% no valor médio (para R$ 217,18) em relação ao Bolsa Família nesta quarta-feira (17) sem a necessidade de novo cadastramento por parte das famílias.

A avaliação dos cadastros é responsabilidade do Ministério da Cidadania, que faz uma revisão todos os meses. A Caixa Econômica Federal, responsável pela operacionalização do programa, está processando as transferências para 14,5 milhões de famílias, usando como base o mesmo cadastro do Bolsa Família. O governo já disse que pretende que o Auxílio Brasil seja disponibilizado para 17 milhões de pessoas.

As informações sobre o calendário de pagamento, valor do benefício e número de parcelas poderão ser consultadas em dois aplicativos. Além do novo do Auxílio Brasil, o Caixa Tem.

O Auxílio Brasil vai manter a lógica do pagamento do Bolsa Família, concentrado nos últimos 10 dias úteis do mês e de acordo com o número do cartão NIS. Em novembro, os pagamentos serão feitos entre os dais 17 e 30. Já em dezembro, houve uma antecipação e os pagamentos serão feitos entre os dias 10 e 23, antes do Natal. Veja o calendário de pagamento para os meses de novembro e dezembro:

Novembro de 2021:

NIS 1: 17/11
NIS 2: 18/11
NIS 3: 19/11
NIS 4: 22/11
NIS 5: 23/11
NIS 6: 24/11
NIS 7: 25/11
NIS 8: 26/11
NIS 9: 29/11
NIS 0: 30/11

Dezembro de 2021:

NIS 1: 10/12
NIS 2: 13/12
NIS 3: 14/12
NIS 4: 15/12
NIS 5: 16/12
NIS 6: 17/12
NIS 7: 20/12
NIS 8: 21/12
NIS 9: 22/12
NIS 0: 23/12

Economia

Para chegar ao mínimo anunciado de R$ 400, o governo pretende concentrar forças para aprovar a PEC (proposta de emenda à Constituição) dos Precatórios e fala que a prorrogação do auxílio emergencial não está no radar.

O líder do governo no Senado e relator do texto dos precatórios, senador Fernando Bezerra (MDB-PE), citou nos últimos dias 2 de dezembro como data-limite para a aprovação do texto. As mudanças precisam ser colocadas em prática ainda neste ano para não desrespeitarem a lei eleitoral – que impede o aumento do benefício em 2022.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também

Scroll Up