Giro Ipiaú

Empresários são presos suspeitos de desviar mais de R$ 21 milhões dos cofres públicos

Foto: Divulgação/PRF

Uma operação conjunta do Ministério Público da Bahia (MP-BA) com as Polícias Civil e Rodoviária Federal prendeu cinco empresários e um agente público por suspeita de desvio de R$ 21,5 milhões dos cofres públicos da cidade de Encruzilhada, no sudoeste da Bahia, na manhã desta sexta-feira (19). Ao todo, foram cumpridos 11 mandados de busca, cinco de prisão e um de afastamento do exercício das funções públicas em endereços nos municípios baianos de de Anagé, Encruzilhada, Ilhéus, Jequié, Mirante, Ribeirão do Largo e Vitória da Conquista.

Batizada de “Operação Basura”, a ação apura uma denúncia de desvios de recursos públicos em Encruzilhada, por meio de licitação e execução superfaturada de contrato de serviços de resíduos sólidos. Nas investigações, o MP-BA aponta que uma pequena empresa captou R$ 21,5 milhões de maneira ilegal para suposta prestação de serviços.

O órgão descobriu que a prática ocorria há pelo menos sete anos, com o aluguel de máquinas e execução de obras de engenharia civil, com a prestação de mão-de-obra, a diversas cidades da região. A Vara da Comarca de Encruzilhada pediu a prisão temporária e afastamento do agente público. O nome do suspeito e o cargo ou função não foram divulgados pelo órgão. Além disso, a Justiça também autorizou as buscas e apreensões nos endereços residenciais e funcionais dos empresários envolvidos.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também

Scroll Up