Giro Ipiaú

Os carros usados mais baratos podem partir de R$ 20.000

Foto: Reprodução

O panorama do mercado de produção e venda de carros, tanto novos quanto usados, vem sofrendo fortes mudanças desde o começo da pandemia. Na verdade, não é a melhor época para os interessados em comprar um carro novo ou trocar de modelo, por causa dos preços atingidos.

Só para ter um parâmetro, de acordo com o levantamento feito pela empresa KBB Brasil, orientada à cotação dos valores de automóveis, os carros novos registraram um incremento cinco vezes maior do que a inflação deste ano, que até agora acumula quase nove pontos percentuais. Para os especialistas, as causas têm a ver com o aumento de muitas das matérias primas envolvidas no processo de fabricação e montagem, como o alumínio, o cobre e o aço, de jeito que finalmente o incremento se reflete no produto final. Mais outro motivo está ligado com as restrições nos processos de fabricação de componentes e das montadoras pelo lockdown acontecido ao longo da pandemia, o que limitou os estoques e, consequentemente a demanda necessária para cobrir a oferta, com um lógico aumento nos valores de comercialização.

Para quem, ainda assim, precisa de comprar um carro neste momento, a opção pelos veículos usados é uma alternativa recomendável para evitar os custos elevados demais no caso dos 0km, mesmo que aquela modalidade também tenha registrado um incremento de até 21,44% no ano. Também é uma boa opção para quem conta com certo capital e prefere escolher modelos mais equipados e de maior tamanho, só que com alguns quilômetros rodados,  do que uma linha nova mas básica.

Falando em veículos usados, existe uma amplíssima faixa de valores, dependendo das condições e idade de cada um deles. Em termos gerais, as opções viáveis podem partir desde R$20 mil, com margem de erro de R$2 mil para cima ou para baixo. Isto quer dizer, por exemplo, que do mesmo modelo podem ser achadas ofertas desde R$18 mil até R$22 mil. Este é o caso do hatch Chevrolet Corsa, na suas versões Maxx e Premium, motor 1.4, procurando os modelos 2010 e 2011.

Para quem conta com mais dinheiro disponível, estas são as melhores ofertas do mercado: se o seu limite de investimento for R$30 mil, recomenda-se o Fiat Palio Weekend nas versões HLX, Trekking e Adventure dos anos 2010 a 2012; com R$40 mil na mão, a  Ford EcoSport nas versões Freestyle e XLT dos anos 2011 a 2012, para quem conta com até R$50 mil a sugerência é para o Volkswagen Up nas versões Move e High dos anos 2016 a 2017; e no caso de contar con R$60 mil ou R$70 mil os modelos recomendados são o Toyota Corolla nas versões XEI e Altis dos anos 2011 a 2013 e Chevrolet Spin nas versões LTZ e Activ dos anos 2017 a 2019, respectivamente.

Os compradores precisam levar em conta que, além do valor de compra, devem considerar os custos de manutenção de cada modelo, pesquisando, por exemplo, o seguro mais barato para cada opção, ou o nível de consumo de combustível segundo o motor do carro.


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também

Scroll Up