Giro Ipiaú

Com nova reviravolta, PP não descarta rompimento com PT

Foto: Divulgação

A revelação feita pelo senador Jaques Wagner de que o governador Rui Costa não vai renunciar e cumprirá o seu mandato, não caiu nada bem na cúpula do PP. A expectativa dos progressistas, mais precisamente do seu presidente na Bahia, João Leão, era de assumir o Palácio de Ondina por nove meses, o que seria um sonho para o atual vice-governador.

Um importante integrante do partido confidenciou ao Bahia Notícias que é real a possibilidade de rompimento do PP com a base governista e o consequente apoio do partido a ACM Neto (UB). Nas palavras dele, abrir espaço na cabeça de chapa para Otto Alencar já era ruim, e ceder para um nome com menor musculatura é pior ainda.

Wagner garantiu que o PT vai indicar um quadro para a cabeça de chapa e segundo ele, três nomes estão na disputa: a prefeita de Lauro de Freitas Moema Gramacho, o secretário de Educação Jerônimo Rodrigues e o secretário de Relações Institucionais Luiz Caetano, que segundo apuração do BN, desponta como favorita na disputa (veja aqui).

“Wagner é um nome grande, ceder espaço para ele é uma coisa, nós aceitamos tranquilamente. Otto tem o mesmo tamanho que a gente, e isso já era ruim, mas abrir para um nome menor é ainda mais problemático”, analisou. “Se essa bagunça continuar, pode preparar a cadeira pra Neto”, completou ironizando. *Com informações do Bahia Notícias


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também