Giro Ipiaú

Inverno e festa juninas provocam crescimento de casos de Covid em Ipiaú

Foto: Reprodução

As baixas temperaturas, a chuva e aglomerações das festas juninas contribuíram com aumentou de casos de síndromes gripais, alergia, resfriados e outras doenças do aparelho respiratório, além de uma nova onda de infecção da covid-19 em Ipiaú e cidades da região.

A situação tem ocasionado uma corrida da população às farmácias, postos de saúde e hospitais, em busca de remédios, diagnósticos e tratamento médico. Pacientes se acumulam nas salas de espera e isto tem motivado os profissionais da saúde a alertarem quanto a necessidade de evitar a exposição ao ambiente hospitalar sem necessidade, ou sobrecarregar as emergências hospitalares.

No Hospital Geral de Ipiaú (HGI) a procura pela emergência tem aumentado significativamente nos últimos dias. O diretor geral da unidade Daniel Dias, informou que o fluxo está maior do que era esperado. A maioria das pessoas apresentam com sintomas gripais, com sintomas leves, o que não é o perfil de atendimento do hospital que prioriza as emergências e traumas.

Número de casos 

Do dia 03 de julho até 8 de julho, os casos ativos de Covid-19 em Ipiaú haviam pulado de 16 para 75. A tendência é de que continue crescendo nos próximos dias e semanas. O município acumula 4.264 casos de Covid-19 desde o começo da pandemia, dos quais 4.108 são considerados recuperados, enquanto foram registrados 97 óbitos ocasionados pela doença.

UTI lotada

Observa-se que devido a vacinação em massa a que foi submetida a população, a doença tem se manifestado mais fraca, mesmo assim as UTIs (Unidades de Tratamento Intensivo) de muitos hospitais da região já estão com todos os eleitos ocupados por pacientes contaminados pela Covid-19. Este é o caso da UTI do Hospital Prado Valadares em Jequié, onde estão internados 10 pacientes com a doença, sendo três da própria cidade e os demais de outas localidades da região.

Recomendações

Infectologistas recomendam que caso o paciente apresente os sintomas da Covid-19 e tenha uma evolução rápida em 24 horas, é importante procurar uma emergência, mas nos quadros mais leves, como resfriados com espirros ou tosse, é necessário de, no mínimo, três dias, para fazer uma investigação melhor e, inclusive, conseguir identificar a covid-19 no teste. (Giro Ipiaú)


Curta e Compartilhe.

Deixe um Cometário


Leia Também